Notícia

TRF 2ª Região

Concurso do TRF-RJ/ES: saiu resultado preliminar da objetiva

TRF 2ª Região
Saiu o aguardado resultado preliminar da prova objetiva do concurso TRF-RJ/ES 2016. Será aprovado no exame quem conseguir 60% dos pontos. Aqueles que discordarem da pontuação obtida poderá recorrer, no site da Consulplan, segunda e terça-feiras, dias 3 e 4. A Consulplan, organizadora da seleção, também liberou as respostas dos recursos contra os gabaritos preliminares da objetiva e os gabaritos oficiais pós recursos das provas objetivas do concurso do TRF-2.
 
Para técnico judiciário sem especialidade, de nível médio, com 11 questões polêmicas, apenas uma, de Direito Penal, sobre descaminho (item 21 do caderno três do tipo amarelo), foi anulada. Houve ainda a alteração do gabarito da questão de Português pedindo a reescritura de frase (item 5 da prova três do tipo amarela). Haverá também a fase de correção das redações e estudos de caso e aplicação das provas física e prática, respectivamente, para técnicos em segurança e transporte e em telecomunicações e eletricidade.
 
O resultado definitivo da objetiva e a convocação para as demais etapas estão previstos para a primeira quinzena de abril, ou seja, até o dia 14 de abril (sexta-feira). As provas física e prática, respectivamente para técnicos em segurança e transporte e em telecomunicações e eletricidade, estão programadas para a primeira  quinzena de maio. Os classificados para técnico do TRF-RJ/ES terão, a partir de junho, ganhos de R$7.320,28, e os analistas, de R$11.063,80.

 

Especialistas viram problemas em 11 questões

 

Professores analisaram a prova objetiva do técnico sem especialidade do concurso do TRF-RJ/ES e notaram problemas em várias questões. Professores da Degrau Cultural viram erros em dez questões (11 e 13, de Direito Administrativo, 12, de Direito Constitucional, 21, de Direito Penal, 24 e 25, de Direito Processual Civil, 31 e 32, de Direito Tributário, 33 e 34, ambas de Direito Previdenciário), que, segundo os especialistas, não teriam seguido o programa do concurso.
 
Já docentes do Super Professores enxergaram problemas em sete itens (5, de Português, 11, de Direito Administrativo, 21, de Direito Penal, 25, de Direito Processual Civil, 32, de Direito Tributário, 33 e 34, ambas de Direito Previdenciário). No total, portanto, há 11 questões polêmicas na prova de técnico judiciário sem especialidade. Procurada, a Consulplan informou que "todas as questões foram feitas estritamente dentro do conteúdo programático previsto no edital".
 
Fonte: Folha Dirigida