Notícia

TRE RJ

TRE-RJ pode antecipar comissão organizadora do concurso

TRE RJ
Há mais de um mês aguardando o repasse de verba do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) tem pressa na abertura do concurso 2017 para técnico e analista judiciários (níveis médio e superior). Por isso, vai propor à direção geral do órgão a antecipação de alguns preparativos, para que o cronograma seja mantido e o edital saia neste semestre.
 
Segundo informações da Seção de Gestão de Desempenho e Acompanhamento de Estágio (Segede) do TRE-RJ, a diretora-geral do tribunal, Adriana Brandão, voltou de férias na última segunda-feira, dia 6. Nos próximos dias, o setor vai colocá-la à par da situação, e propor que a comissão de concurso seja formada logo, antes mesmo do repasse orçamentário do TSE, a fim de não atrasar o planejamento feito. O objetivo da Segede é que isso seja feito antes da saída do presidente do órgão, desembargador Antônio Jayme Boente, em março. 
 

 Edital ainda no primeiro semestre

Caso a diretora-geral concorde e a comissão seja formada ainda em fevereiro, a questão da escolha da organizadora, por exemplo, deverá ser definida até 24 de março, como proposto inicialmente, por meio de dispensa de licitação. Com isso se concretizando, o edital poderá ser publicado em maio ou junho. Já com relação às provas, os meses mais cotados são agosto e setembro. 

Não há nenhum impedimento por parte do governo federal para que o concurso saia. A seleção, que foi sinalizada no orçamento da União deste ano, não depende de autorização do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O TRE fluminense está desde dezembro sem um banco de reserva válido, e por isso não pode admitir novos servidores. 

 

Fique por dentro das características dos cargos

O cargo de técnico judiciário da área administrativa, que exige apenas o nível médio, está confirmado no concurso. É provável que as demais funções da seleção passada, realizada em 2012, tambémsejam contempladas, tais como analista da área administrativa (superior em qualquer área) e analista da área judiciária (graduação em Direito).

 
A remuneração inicial dos técnicos, até 31 de maio, é de R$7.051,99 mensais, sendo R$2.965,38 de vencimento-básico, R$3.202,61 de Gratificação Judiciária e R$884 de auxílio-alimentação. Após essa data, o valor será reajustado para R$7.260,41. Já os analista recebem hoje R$11.003,92, composto por R$4.865,35 de salário base, R$5.254,57 de Gratificação Judiciária e R$884 de auxílio-alimentação. No entanto, a partir de 1º de junho o valor subirá para R$11.345,89. Todos os concursados têm direito também a auxílios transporte e pré-escolar, reembolso e plano de saúde. 
 
Um ponto importante a ser destacado é que o TRE-RJ costuma realizar um grande número de convocações de aprovados em seus concursos. Na última seleção, de 2012, o edital trazia 19 vagas, mas ocorreram 276 chamadas no total, sendo 169 para técnico (160 somente para técnico da área administrativa) e 107 para analista. 
 

A seleção ficou a cargo do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), que cobrou provas objetivas, de Conhecimentos Básicos e Específicos, além de redação. Já na seleção de 2006 a oferta foi de 435 vagas, mas foram chamados 342 técnicos judiciários (a grande maioria para técnico da área administrativa) e 252 analistas judiciários. 

 

Fonte: Folha Dirigida