Notícia

TJ PE 2017

Concurso TJ PE 2017: Edital será divulgado na próxima sexta-feira, 14 de julho!

TJ PE 2017

 

Vem aí o concurso público do Tribunal de Justiça de Pernambuco (Concurso TJ PE 2017). Previsto para maio, o edital do certame está previsto para ser divulgado na próxima sexta-feira, 14 de julho.  Além da previsão do edital, o tribunal prevê que as avaliações do certame sejam aplicadas no mês de outubro.

 

Em reunião realizada no Palácio da Justiça em Recife no último dia 06 de julho, os presidentes do TJPE, desembargador Leopoldo Raposo, e do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), Alexandre Faraco, alinharam especificações sobre distribuição de vagas nos cargos de técnico, analista e oficial; conteúdo programático; estrutura dos exames; entre outros aspectos.

 

Lembrando que o contrato entre a organizadora escolhida, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), e o órgão, já foi assinado.

 

A empresa organizadora foi escolhida pelo Tribunal através do pregão eletrônico, que chegou a contar com 10 empresas classificadas Desse quantitativo, as primeiras oito colocadas foram consideradas desclassificadas por não comprovarem os requisitos exigidos, abrindo caminho para o IBFC, que ficou na 9ª colocação, organizar o concurso TJ/PE 2017. A intenção do órgão é aplicar as avaliações até o mês de agosto.

 

O Concurso TJ PE 2017

 

A expectativa é que o edital tenha 60 vagas, além de formação de cadastro reserva nos cargos de Técnico e Analista Judiciário, com requisito de nível médio e superior, respectivamente. De acordo com a minuta do contrato, os inscritos serão avaliados por provas objetivas, discursivas e estudo de caso, conforme cada cargo. As avaliações serão aplicadas em Araripina, Arcoverde, Carpina, Caruaru, Garanhuns, Jaboatão dos Guararapes, Limoeiro, Olinda, Palmares, Pesqueira,  Petrolina, Recife, Salgueiro, Serra Talhada e Vitória de Santo Antão. A expectativa é que o edital de concurso do Tribunal de Justiça de Pernambuco seja divulgado até janeiro de 2017.

 

Do quantitativo de vagas, o concurso contará com oportunidades para os cargos de Técnico Judiciário – Área Judiciária (10 vagas), Técnico  – Apoio especializado/programador de computador (Cadastro Reserva), Técnico – Apoio especializado/suporte técnico (Cadastro Reserva); Oficial de Justiça (10 vagas); Analista Judiciário – Área Judiciária (20 vagas); Analista – Apoio especializado/assistente social (10 vagas), Analista – Apoio especializado/pedagogo (Cadastro Reserva), Analista – Apoio especializado/psicólogo (10 vagas), Analista – Apoio Especializado/analista de suporte (Cadastro Reserva) e Analista – Apoio Especializado/analista de sistemas (Cadastro Reserva).

 

Salários e Benefícios

 

Os salários do Técnico Judiciário chegam a R$ 4.102,39, enquanto os analistas fazem jus a remuneração de R$ 5.215,28, ambos por jornada de trabalho de 40 horas semanais. Além da remuneração, os aprovados contarão com R$ 504,60 de auxílio-alimentação, R$ 232,54 de auxílio-saúde e R$ 123,20 de auxílio-transporte.

 

Último Concurso

 

O último concurso realizado pelo TJ-PE foi em 2011. Na ocasião, organizado pela Fundação Carlos Chagas, o edital contava com vagas para nível médio (técnico judiciário) e nível superior (cargos de analista e oficial de justiça). Entre as especialidades disponíveis, estavam programador de computador e suporte técnico, para técnico judiciário, e assistente social, psicólogo e odontólogo, para analista judiciário. A remuneração variava de R$ 3.455,73 (técnico judiciário) a R$ 5.643,46 (oficial de justiça).

 

Ao todo, cerca de 119 mil candidatos se inscreveram para um total de 203 vagas ofertadas pelo órgão. Os inscritos foram submetidos a questões de Língua Portuguesa, legislação aplicada e raciocínio lógico. De acordo com os cargos, foram cobradas noções de informática, de direito constitucional e administrativo, além de conhecimentos específicos. No concurso anterior ao de 2011, realizado em 2007, foram nomeados 2.778 técnicos, 1.600 analistas e 671 oficiais.

 

Fonte: Notícias Concursos