Notícia

PC MS

Concurso PC - MS: mais de 200 vagas confirmadas

PC MS
 

Uma boa oportunidade de concurso público com remunerações atrativas vai surgir. Isso porque foi anunciado na última segunda-feira, dia 10 de abril, a realização de Concurso PC - MS, para 210 vagas na Polícia Civil do Mato Grosso do Sul (PC-MS), que vai oferecer salários de até R$14.229,49.
 

A decisão foi anunciada após uma reunião entre o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Mato Grosso do Sul (Sinpol-MS), Giancarlo Miranda, o secretário geral, Jaime Martinelli, e o assessor jurídico do Governo do Estado, Felipe Mattos, que em nome do governador Reinaldo Azambuja, confirmou a autorização para o Concurso PC - MS 2017

 

A seleção tem por objetivo cobrir parte da demanda de profissionais que o órgão atualmente possui, já que, mesmo com este concurso, não será possível preencher todas as vagas. Mas quanto a isso, o Sinpol-MS acredita que em breve haverá contratação de mais policiais. 

 

Segundo Felipe Mattos, o edital deve ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial do Estado. A expectativa é de que a Polícia Civil de Mato Grosso convoque o quanto antes os candidatos que se classificarem na seleção porque há uma real necessidade de policiais. 

 

Último Concurso PC - MS tem quatro anos

O último Concurso PC - MS, da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, foi realizado em 2013. Sua oferta foi de 256 vagas para cargos de ensino superior nas funções de perito oficial forense (15), perito papiloscopista (20), agente de Polícia Judiciária - escrivão de Polícia (47), agente de Polícia Judiciária - investigador de Polícia Judiciária (174). A Remuneração mais alta da época, foi de R$5.264,40.

O presidente do Sinpol - MS, Giancarlo Miranda, destacou que há grande carência de policiais. “Essa é uma luta do Sinpol, principalmente na questão da falta de escrivães de polícia. O concurso vai proporcionar um alívio para a categoria no desempenhar das suas funções, porque o que temos visto, são policiais sobrecarregados, principalmente no interior do Estado, onde vários colegas não conseguem tirar folga, haja vista estarem todos os finais de semana de sobreaviso”, declarou Giancarlo Miranda, de acordo com matéria publicada no site da Sinpol - MS.

 

Fonte: Folha Dirigida